O QUE EU APRENDI VIAJANDO

 O que eu aprendi viajando

“Viajar te dá a certeza de que não importa o quanto você saiba, sempre terá algo novo a aprender.”

As pessoas viajam por razões diversas : a negócios, por prazer, por lazer, para inspirar-se, mas muito ocasionalmente viajam para aprender.

Seja lá qual for  a razão pela qual  viajamos , querendo ou não ,estamos em busca de explorar algo ou algum lugar e certamente aprenderemos .

Sempre estou às voltas com viagens, se não estou viajando, estou pensando na próxima viagem. Aliás ,viajar é uma das coisas mais divertidas que incorporei em minha vida.

DSC00267-e1492949363867 O QUE EU APRENDI VIAJANDO

Aqueles que pretendem viajar, pensando naqueles lugares paradisíacos, como  por de sol dourado e outros que tais que vemos nas mídias sociais como o Facebook e o Instagram, devem estar preparados para acontecimentos inusitados pois , nem tudo são flores pelo caminho.

No entanto, não há motivos para desespero.  Diz um ditado que:

  “Quando os problemas não tem solução, os problemas não existem”.

Em viagens, sou da opinião que  devemos  aprender com as coisas ruins que ocasionalmente venham a acontecer e devemos guardar apenas  as boas memórias.

Refletindo um pouco sobre  os acontecimentos que podem nos afligir, antes e durante uma viagem, faço aqui algumas considerações , baseada em minhas experiências.

 1 Algumas pessoas dizem : Viajar custa caro

Certamente, tudo tem um preço e  eu  também as vezes acho o investimento pesado . Busco então  os melhores preços, pesquiso muiiiiiiiiiito e dá uma canseira  ….

Se eu fosse pensar neste “detalhe”, não teria feito nenhuma viagem ainda e confesso, seria muito traumático pois viajar é uma das coisas que me dá as maiores alegrias e me mostrou como o mundo é bonito. Faço economias pra isso mas não sou escrava de pacotes   ou planos inquestionáveis.

2 – Viajar cansa

Claro que cansa, enfrentar fila cansa, quando o voo atrasa cansa porém  tudo isso faz parte do processo. Quando isso acontecer,, leia um livro, veja um filme no seu note ou celular,eu gosto muito de olhar vitrines, fotografar o entorno.

Poderá também apreciar o movimento do ir e vir das pessoas  Esperar afinal, e não é nada agradável e  .quando viajamos o que mais queremos é  chegar logo ao destino.

3 -Sou muito velha (o) para viajar

Acaso você acha que aventuras são  privilégios apenas dos jovens?

DSC04460-e1492948926821 O QUE EU APRENDI VIAJANDO

Pelo contrário . Eu não sou exemplo pra ninguém, mas  acompanho muito bem meus  jovens companheiros de viagem, de 20 e 30 anos..A maturidade, só nos dá experiências e podemos aprender muito com ela.

4 – Não falo a língua local

É claro que algo tem que ser feito, mas nada  é impossível.Existem aplicativos, dicionários etc.

Quando decidi conhecer Cuba, não falava uma palavra de espanhol, me virei  super bem. Outra vez quando estava em São  Luís do Maranhão  conheci um casal de japonês e por incrível que pareça  nos comunicamos por gestos, palavras em espanhol e em inglês e não faltaram boas risadas.As vezes você precisa ser apenas um bom ouvinte.

5 – Onde se hospedar? Hostel, Pousada ou hotel?

Ai , depende de  como está o seu bolso.Eu  já tive oportunidade de ficar  em bons hotéis, pousadas e hostels.bem simples.

Passei aperto certa vez em um hostel, que por desinformação minha, o quarto coletivo era misto e certa noite acordei e vi que  havia uma rede sobre a minha cama e um camarada roncando  de forma absurda.  Como o lugar era quente peguei os meus lençóis e fui dormir numa rede  ao relento nos fundos do hostel. Na hora fiquei muito brava  mas hoje me lembro e dou risada.

IMG_5261-e1492951551683 O QUE EU APRENDI VIAJANDOIMG_0755-e1492949941381 O QUE EU APRENDI VIAJANDOIMG_5382 O QUE EU APRENDI VIAJANDO

Outra coisa que me aconteceu neste hostel :  Os jovens que ali estavam de manhã tomavam café e não saiam da mesa pra dar lugar para os outros , ( não havia muita ordem no local), ficavam se gabando das línguas que falavam e quantos países conheciam. De que adianta conhecer tanto do mundo e não saber se comportar com as outras pessoas.

Toda manhã eu e minha amiga tínhamos que ir a um boteco nas imediações  tomar café, isso me tirou do sério mas não iria confrontar  ninguém  por este ou outro motivo, mas aprendi a me livrar  situações  como essa sem me alterar.

Apesar de alguns inconvenientes o aprendizado nos Hostels é grande, você se enturma, faz novas amizades. No entanto sempre que posso prefiro ficar em um bom hotel .É claro que existem bons hostels , eu é que tive azar pois foi o primeiro hostel que fiquei.

6 – Não tenho companhia para viajar

Já passei por isso  também e descobri a maravilha de viajar sozinha. Você sai a hora que quer, vai onde quer,, dorme a hora que bem entender e não fica refém de ninguém.

IMG_0984-e1492950775607 O QUE EU APRENDI VIAJANDO

Em viagem nunca improvise, procure planejar e sempre que puder deixe um dia  sem itinerário a seguir.

Estou pensando seriamente , quando viajar com outras pessoas , ficar em um quarto individual. Não gosto absolutamente de perturbar ninguém, mas também não gosto de ser perturbada  . privacidade é tudo.

7 – A alimentação é diferente

Cada região tem uma peculiaridade, eu dou preferência aos alimentos que não sejam muito “fortes”., existe até um ditado que diz:

“Em viagem não coma nada que não é cozido.”

Certa feita em  Buenos Aires, em  um jantar chiquérrimo,  li o cardápio sem muita atenção e pedi um salmão que por acaso veio cru , eu não como nada cru. Infelizmente  acontece . Na dúvida , pergunte e desfrute cada mordida.

8 – Transporte

Em viagens, use o transporte local  .Também passei um perrengue em Buenos Aires com um ônibus que só aceitava moedas e como estava em um lugar muito distante do meu  hotel ,não queria gastar muito , confesso que não foi fácil.

Neste caso eu tinha  duas opções: caminhar muito  correndo riscos ou gastar com um táxi, eu optei pela segunda, pois a região era perigosa e eu não podia dar bobeira tentando trocar cédulas por moedas.

 9 – Ter paciência

A maior lição que aprendi através de minhas viagens: voos cancelados, mau tempo. O tempo inteiro estamos lidando com conflitos e  sem os problemas a aventura não existiria.

A paciência nas viagens é uma das coisas mais importantes para se exercitar. Eu tenho exercitado muito porém ainda tenho muito a aprender.

Como dizem : ” A paciência é uma virtude ” .Confesso sou uma pessoa mais paciente hoje.

10 – Não seja egoísta

Você não é obrigado a acompanhar pessoas em lugar que não quer. Se estiver acompanhada de outras pessoas, comunique-se civilizadamente, fazendo exatamente o que quer fazer.

11 – Seja curioso

Não vá apenas naquele roteiro  que todo mundo vai. Interaja,  só assim descobrirá coisas novas.

12 – Amizade com pessoas estranhas

É natural que em terras estranhas estejamos desesperados por interação com alguém.Não pense que você é o único,, os outros  viajantes também estão. Então nada melhor do que aproveitar.

Essa é a melhor parte. Algumas interações são complicadas , certa vez interagi com um casal jovem e não sei porque, a jovem esposa ficou bem incomodada devido a atenção a mim dedicada pelo seu jovem esposo, enfim era apenas insegurança da parte dela pois o jovem esposo , deveria ter a idade do meus filhos.

Outra vez nesta mesma viagem resolvi interagir com um senhor de uma outra nacionalidade , entregando  a ele meu cartão de contato na intenção de divulgar minha página . Pasmem este senhor  confundiu as coisas e me incomoda até hoje, o que é bastante constrangedor.

13 – Esteja atento

“A excessiva atenção que se presta ao perigo faz que muitas vezes nele se caia.”

Em minhas viagens , me coloco em prontidão, e a tensão faz com que aconteçam coisas que são simples porem podem ser bem desagradáveis.

Nesta minha recente viagem que fiz a Buenos Aires, não sei porque levei o passaporte e entrei no pais.Só sei que me deram um “papelzinho” que não encontrei no momento de deixar o país e foi um transtorno  pois o embarque estava sendo feito e eu tive que voltar na imigração e conseguir uma autorização para embarcar , foi um sufoco.

Na mesma viagem, durante um passeio , naquela vibe de tirar o óculos de grau e colocar o óculos de sol pasme você , perdi meu óculos de grau e fiquei quinze dias usando um óculos de camelô .para poder enxergar .

14 – Aprender pela experiência

Aprendi também que uma das  maneiras mais nobres  de aprender é refletindo como estou a fazer aqui.Sempre haverá algo a aprender e a forçar-nos a ser criativo. Não se prive de aprender coisas novas e interessantes.A melhor sala de aula é o mundo, .

E você tem algum conselho que queira compartilhar conosco?

Deixe então,   seu comentário abaixo.

Até o próximo post!!

 

 

 

 

 

Salvar

More about Isabel Borgert

Uma viajante que resolveu compartilhar os seus destinos preferidos com o mundo

Comments

  1. Responder

    Amei esse post! Eu tenho sérias dificuldades em viajar sozinha. Acho que fiz isso apenas duas vezes em toda a minha vida. Gosto de ter alguém conhecido por perto.
    Agora com relação às amizades eu não consigo não fazê-las. Chego em lugar e já vou logo conhecendo e fazendo amizade com todo mundo. Não sei ser diferente!!
    Grande abraço!

    1. Responder

      Olá
      Que bom que você gostou.
      Pois é Dani o ideal é sempre ter alguém por perto,mas quando não é possível o negócio é partir solo mesmo rsrs.
      Bj grande ,excelente semana pra você.

  2. Responder

    De que adianta conhecer o mundo todo e não saber se comportar? Sensacional! É exatamente isso. Saber extrair o que as viagens te proporcionam, para tentar se tornar uma pessoa melhor a cada dia. Que essa ideia pegue! :*

    1. Responder

      Carol
      Fico contente que gostou do post.
      Obrigada por seu comentario.
      Abraços e boa semana.

  3. Responder

    Amei o post!! Realmente aprendemos muitas coisas quando viajamos… se tem algo que dinheiro compra e nos deixa ainda mais ricos é viajar! Eu amo viajar e, se não tiver companhia, até sozinha vou!

    1. Responder

      Olá
      É verdade as viagens além de nos dar prazer nos ensina muito.
      Abraços

  4. Responder

    Quando os problemas não tem solução, os problemas não existem”. Preciso colocar isso em prática. Tem certas coisas que a gente não muda, então porque meu Deus ficar insistindo em algo que não tem jeito?
    Beijos
    http://www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

Leave a Reply

Comente este post